sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Como fazer um véu

"Véu", na verdade, é um nome chique para aquele pedaço de tecido que a dançarina de dança do ventre usa em suas performances. Dançar com um véu é como dançar com um parceiro, já que ambos trabalham juntos para estabelecer uma harmonia entre si e com a música.

O primeiro passo para fazer um véu é decidir a cor e o material. Você já pode ter até um lenço de quadril que tem uma cor de que gosta muito ou uma roupa que precisa de um complemento. Os materiais mais comuns para véus são os seguintes, com seus prós e contras:

Chiffon: o tecido mais popular e o melhor para iniciantes. É leve, transparente, encontrado em diversas cores e barato.
*Desvantagens: O chiffon pode ser um pouco leve demais para uma performance solo (no entanto, existem outras qualidades desse tecido que podem ser diferentes).

Cetim: É um tecido que flui bem e também é encontrado em uma ampla gama de cores.
*Desvantagens: Por não ser transparente, o tecido pode bloquear sua visão da platéia e a visão desta em relação a você.

Seda: o melhor para performance solo. A resistência do ar sobre o tecido e maneira como ele parece flutuar dá mais vida à coreografia.
*Desvantagens: o tipo mais grosso de seda requer um maior esforço na hora de movimentar o tecido, fazendo com que você canse mais os braços. Além disso, a seda não é transparente, ainda que seja excelente para realizar os movimentos, como já foi dito. A seda é o tecido mais caro para véus.

Para ter certeza de que um tecido "flui" bem, desenrole alguns metros dele na própria loja em que você pretende comprá-lo. Balance-o, faça algumas algumas ondulações, segurando-o pela ponta. Assim, você vai logo perceber se é o que você está procurando.

O próximo passo é comprar o comprimento certo. A melhor maneira, é medir sua altura e somar a ela cerca de 60-80cm. Então, se você tem 1,60m, por exemplo, deve comprar um tecido com cerca de 2,20m a 2,40m de comprimento. Lembre-se também que as lojas podem ter diferentes tamanhos para a largura do tecido. Se você é baixinha como eu, não exagere na largura, ou você corre o risco de tropeçar o tempo todo na hora de dançar.

Bom, então você tem um tecido lindo na cor que você mais gosta... e agora? Agora está na hora de fazer uma bainha. Calma, não precisa se descabelar se você não sabe costurar. Para isso existem aquelas costureiras maravilhosas que fazem tudo em 5 minutos! Assim você evita que seu véu desfie com facilidade.

Você ainda pode enfeitá-lo, colando ou costurando lantejoulas ou paetês por toda a borda do tecido, se preferir. Mas isso é assunto para um outro post. Por enquanto, divirta-se com o seu véu!

Fonte: http://www.happyhipsbellydance.com/articles/How_To_Make_A_Veil.html

4 comentários:

Anônimo disse...

Oi, adoro o seu blog. Desculpa mas acho que nesta matéria faltou comentar sobre a seda pongee(nº 5) que atualmente está sendo a mais usada nos shows que assisto, é super leve, transparente e em belíssimas cores, um grande abraço.

Celia Daniele disse...

Nossa, que ótima sua dica! Eu só conheço o véu como "seda" mesmo, nunca parei para conhecer o nome da seda, via pela qualidade e pelo efeito que estava procurando. Agora vou me inteirar mais sobre este assunto!

Hanna Aisha disse...

A escolha do pano do véu é essencial sim e tem sua hora. Por isso, não gosto de começar a ensinar véu com o de seda, pois é preciso um domínio de corpo e do próprio véu mais desenvolvido.

E sim, os tipos de seda variam!!!

Angel disse...

Esse blog é nota 10!

Related Posts with Thumbnails